• Zé Ricardo (TrEiNoPeT)

PROTEGENDO A VIDA DO SEU CACHORRO

Atualizado: Mar 5

PREVENÇÃO DE ACIDENTES DOMÉSTICOS COM CÃES


Há muitas coisas em nossas casas e apartamentos que são um risco à saúde e à vida dos nossos cachorros.


Quando temos um cachorro em casa (ou, melhor, antes de levarmos um cachorro para casa), devemos nos preocupar em garantir que essas coisas perigosas nunca estejam ao alcance do cão, mais ou menos da mesma forma que se faz quando se tem um neném humano que começa a explorar o ambiente por conta própria.









Os riscos mais comuns são:

  • Obstrução ou perfuração das vias respiratórias;

  • Obstrução ou perfuração do aparelho gastrointestinal;

  • Envenenamento;

  • Afogamento.


Exemplos de coisas com as quais devemos nos preocupar e agir preventivamente:

  • Filme plástico ou sacola plástica, especialmente se continha carne, frango etc.;

  • Meias, principalmente usadas (com o seu cheiro);

  • Alimentos que são tóxicos para os cães (chocolate, abacate, uvas e passas, macadâmia, cebola, alho, café etc.);

  • Plantas que são tóxicas para os cães (Antúrio, Azaleia, Begônia, Bico-de-papagaio, Comigo-ninguém-pode, Copo-de-leite, Espada de São Jorge, Espirradeira etc.);

  • Brinquedos pequenos ou peças de brinquedos;

  • Quaisquer pequenos objetos;

  • Pedras;

  • Ossos e caroços de fruta descartados em lixo que não seja 'à prova de cachorro';

  • Bolas que seu cão tenha facilidade de colocar inteira na boa;

  • Gravetos (não devem ser usados como brinquedos);

  • Fios elétricos, energizados ou não, e tomadas desprotegidas;

  • Produtos químicos em geral;

  • Bolinhas de naftalina (Será que alguém no mundo ainda usa isso?);

  • Produtos de limpeza, sabão líquido, em pó ou em barra, detergentes, amaciantes e alvejantes;

  • Medicamentos, vitaminas, fio dental etc.;

  • Adubos, pesticidas, inseticidas e fertilizantes;

  • Água de piscina/hidromassagem (produtos químicos) e água de lago (algas e produtos químicos);

  • Piscina (cães que sabem nadar acabam se afogando se não conseguirem sair da piscina);

  • Lareira, churrasqueira, espetos, facas pontiagudas e/ou afiadas, acendedores líquidos ou em barra.


Conclusão:


Minha recomendação é que você resista à tentação de acreditar que seu cachorro nunca vai se interessar por essas coisas e tome todas as precauções. Você nunca vai se arrepender de ter tomado medidas preventivas.



Deixe seu comentário e/ou sugira um ou mais itens comuns que eu tenha deixado de incluir na lista acima.

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

(21) 99909-8095

©2019   TrEiNoPeT.CãO.bR

Todos os Direitos Reservados